Financiamento imobiliário com IPCA: como funciona | Imobiliária Junqueira
Min
Max
De
Até
Compartilhe este artigo
10 de dezembro de 2019
Junqueira

Financiamento imobiliário com IPCA: o que é e como funciona

Em agosto, a Caixa Econômica Federal lançou o financiamento imobiliário com IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). Os juros da nova modalidade têm taxas fixadas entre 2,95% e 4,95% ao ano. Por meio dela, é possível financiar até 80% do valor do imóvel,  com prazo máximo de 360 meses. De acordo com a instituição, 20% dos financiamentos imobiliários contratados no banco desde o lançamento já são pelo IPCA.

Atualmente, os contratos de financiamento feitos pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) têm correção pela TR (Taxa Referencial) – que está zerada. Hoje, os juros dos contratos indexados à essa taxa partem de 6,75% ao ano.

No entanto, você deve estar se perguntando: será que vale a pena o financiamento imobiliário com IPCA? Para te ajudar, nós, da Imobiliária Junqueira, listamos as vantagens e desvantagens da modalidade. 

O que é IPCA? 

O IPCA, ou Índice de Preços ao Consumidor Amplo, é considerado o termômetro oficial da inflação no país. Isso porque mede o preço médio necessário para comprar bens de consumo e serviços. Ou seja, ajuda a entender o valor do dinheiro e sua evolução com o passar do tempo.

O índice é calculado mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e é composto por nove categorias: alimentação e bebidas; habitação; artigos de residência; vestuário; transportes; saúde e cuidados pessoais; despesas pessoais; educação; comunicação.

Vantagens do financiamento imobiliário com IPCA

Segundo a avaliação de economistas, o financiamento imobiliário com IPCA amplia as opções de empréstimos disponíveis, abre o mercado para mais instituições financeiras além dos grandes bancos e tem potencial para ampliar o crédito imobiliário no país, permitindo que mais pessoas realizem o sonho da casa própria. 

Outra grande vantagem é que o crédito imobiliário atrelado ao IPCA oferece prestações iniciais mais baixas. Atualmente, o sistema SAC atual prevê que o valor das parcelas diminui com o tempo. No entanto, a primeira delas é bastante elevada. Num financiamento de 30 anos, por exemplo, é 11 vezes maior que a última, na média. 

Nos contratos atrelados ao IPCA, a taxa de financiamento inicial deve ficar em torno de 2,95% a 4,95% ao ano, considerando que a previsão é de que o IPCA se mantenha abaixo dos 4% nos próximos anos. Já nos financiamentos indexados pela Taxa Referencial, os juros na Caixa estão hoje entre 6,75% e 8,5% ao ano mais TR, que está zerada desde 2017. 

Desvantagens do financiamento imobiliário com IPCA

Como vimos anteriormente, os juros menores colaboram para que a prestação do financiamento com IPCA seja inicialmente menor do que no crédito com TR. 

O Brasil, no entanto, tem um histórico de incerteza em relação ao índice de inflação em longos períodos de tempo, o que se torna um fator de risco se levarmos em conta que financiamentos imobiliários podem alcançar 30 anos. Ou seja, se houver um cenário de instabilidade econômica no período, que faça a inflação subir, o financiamento com IPCA vai ficar mais caro. 

A projeção atual para a inflação (dezembro/2019) está em 3,52% para este ano e 3,60% para 2020, mas é impossível saber se como estará o IPCA nos próximos anos. Em 2015, por exemplo, ficou em 10,67%, valor muito além da meta de 4,5% estipulada pelo Banco Central.

Outro fator importante é que o comportamento do saldo devedor será diferente. Nos contratos corrigidos pela TR, como o índice está zerado, o saldo devedor vai reduzindo desde a primeira prestação. Já nos contratos corrigidos pelo IPCA, mesmo após o pagamento de 20% das parcelas, o saldo continua igual ao inicial.

Resumidamente, o financiamento imobiliário com IPCA é mais vantajoso para clientes que pretendem quitar o imóvel no curto prazo, em até 10 anos, pois podem aproveitar o valor mais baixo da prestação para fazer uma poupança, por exemplo. No entanto, é sempre importante ter em mente o risco de volatilidade do índice. Se o comprador vai ficar 20 ou até 30 anos pagando, o risco inflacionário não vale a pena. 

Ainda em dúvida sobre qual a melhor modalidade de financiamento imobiliário para comprar seu novo imóvel em Piracicaba? Fale com a equipe especialista da Imobiliária Junqueira e faça uma simulação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Participe da nossa newsletter

Receba as últimas dicas, tendências e informações sobre imóveis fornecidas diretamente para sua caixa de entrada.

Youtube

Instagram

Imóveis em Piracicaba e Região

Os melhores imóveis para comprar ou alugar em Piracicaba e região estão na Junqueira! São apartamentos, casas, kitnets, terrenos e imóveis comerciais em todos os bairros da cidade.

  • Piracicaba(19) 2105-4448
  • Santa Terezinha(19) 3415-3262
  • Rio das Pedras(19) 3493-2193
fechar

Tem alguma dúvida ou gostaria
de mais informações?Converse pelo WhatsApp