Gustavo Junqueira aposta na retomada do mercado imobiliário

Medidas adotadas pelo presidente Jair Bolsonaro devem aquecer o setor, amplamente afetado pela recessão econômica.

 

Durante o perîodo de 2004 a 2014, o mercado imobiliário brasileiro vivenciou uma grande euforia devido a uma combinação de fatores, como: demanda reprimida, quedas nos juros, fácil acesso ao crédito imobiliário e subisídios governamentais. Segundo Gustavo Junqueira, sócio-diretor da Imobiliária Junqueira, o mercado imobiliário começou a se “acomodar” em meados de 2014, com os principais indicadores se acentuando, como por exemplo, a valorização dos imóveis, número de unidades lançadas, unidades vendidas, etc., e agora, cinco anos após esse periodo, tudo está apontando para um novo ciclo de crescimento.

Segundo Junqueira, a crise econômica e política que o Brasil enfrentou nos últimos anos elevou muito o desemprego e contribuiu para a falta de confiança dos investidores e da população em geral, porém, o mercado e todo empresariado estão bem otimistas com o novo governo: “A equipe econômica que o Presidente eleito está montando, têm apresentado ótimas iniciativas para a economia de modo geral, mostrando que pretende manter a inflação sobre controle, juros baixos e diminuição da carga tributária.” Além disso, o novo Presidente têm insinuado que pretende melhorar e expandir o programa Minha Casa Minha Vida, medida que daria um grande impulso no mercado imobiliário, segundo Junqueira.

Gustavo Junqueira
De acordo com Gustavo Junqueira, medidas econômicas devem aquecer o mercado.

Outro dado relevante que aponta para uma retomada do mercado imobiliário são as locações comerciais. Segundo Gustavo, entre 2016 e início de 2018, a procura por locação de imóveis comerciais, de modo geral caiu muito pois os empreendedores não tinham boas perspectivas para abrirem novos negócios ou ampliarem as empresas existentes, e grande parte das empresas tentaram até mesmo renegociar os contratos de locação para abaixar as despesas, porém, esse cenário está foi invertendo ao longo de 2018 e é perceptível a retomada da confiança dos empreendedores.

Sobre o mercado imobiliário de Piracicaba, Gustavo ressalta que de forma ampla, o mercado piracicabano acompanha o cenário nacional, porém, os pequenos investidores devem estudar bastante antes de realizar um negócio imobiliário, pois mesmo existindo uma grande tendência de alta, cada imóvel possui particularidades próprias: “Acredito que quem compra imóveis para investimento sempre acaba lucrando, e o histórico de valorização dos imóveis no Brasil comprova isso, porém, fazendo uma boa compra o ganho pode ser muito maior”.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *