Dicas para montar um home office

Dicas de como montar um home office equilibrado, onde você se sentirá à vontade sem perder a atenção:

 

Com a popularização e a melhora dos serviços de internet e das tecnologias de comunicação instantânea, cada vez mais pessoas optam pelo chamado home office ou, em bom português, “trabalhar em casa”. No entanto, seja na casa que você já tem ou, se precisar de mais espaço, em algum desses apartamentos à venda, o fato é que montar um home office exige que algumas questões sejam levadas em consideração.

Trabalhar no mesmo lugar em que se mora pode ser muito vantajoso. Os horários passam a ser mais flexíveis, por exemplo. Você também não perde mais tempo se deslocando até a empresa e tem o benefício de dar expediente em trajes mais confortáveis, entre outros.

Mas existe o outro lado: esse novo regime pode, em algumas circunstâncias, afetar a sua produtividade. Em casa, existe um grande número de possíveis distrações, com potencial de tirar o seu foco das tarefas. É importante que o espaço destinado ao escritório seja pensado para garantir o seu desempenho e qualidade de

Abaixo, algumas dicas de como montar um home office equilibrado, onde você se sentirá à vontade sem perder a atenção:

Você vai precisar de uma boa iluminação
Trabalhar em casa é bom, mas também pode ser um convite à preguiça e à procrastinação. Passar o dia com o sofá da sala à vista é muito tentador. O ideal é ter um ambiente que o mantenha desperto e evite eventuais períodos de sonolência.

Uma dica é privilegiar a iluminação natural. Se você estiver procurando casas à venda ou apartamentos para alugar, dê preferência a imóveis que recebam abundante luz do sol. No caso de já ter o seu próprio espaço, procure montar o escritório próximo a uma janela. Mais do que lhe manter acordado, a luminosidade vai lhe animar e dar disposição para enfrentar a rotina de trabalho.

Nas paredes, você não precisa optar pelo branco que é a regra nos escritórios convencionais, mas não abuse dos tons escuros, que podem deixar o escritório com um clima opressivo. Prefira as tintas claras, que ajudam a deixar o ambiente mais espaçoso.

Só a luz externa, no entanto, não é suficiente, principalmente se o seu horário de trabalho em casa incluir o fim de tarde e o início da noite. Não esqueça de dar atenção às lâmpadas, e não apenas as de teto ou parede, mas também luminárias de mesa, que lhe ajudarão a se manter focado.

 

E de conforto
Uma das vantagens de trabalhar em casa é que, ao contrário dos protocolares ambientes de escritório, nela você pode pensar o espaço para se manter o mais confortável possível.

Leve em conta a ergonomia, ou seja, móveis que se encaixem no seu perfil físico e lhe proporcionem segurança e bem-estar. Procure cadeiras que se adaptem bem à sua coluna, e regule-as a uma altura que mantenha as suas pernas firmes no chão ou em um descanso para pés. É importante também que a altura da mesa permita aos seus antebraços ficarem paralelos ao assoalho na hora de digitar.

Dessa forma, você evita possíveis males físicos, como dores nas costas e demais pequenas lesões musculares que podem ser causadas pelo fato de se ficar muito tempo em uma mesma posição.

 

Você está em casa, mas em um ambiente de trabalho
Quando você trabalha em casa, as possibilidades de distrações são muito maiores do que em um escritório convencional. Diante de um problema difícil de resolver durante o expediente, você pode se sentir de repente tentado a levar a cabo aquela tarefa doméstica que adiou por dias.

É necessário resistir aos pequenos vilões da atenção. Uma forma é manter tudo o que você precisa para executar as tarefas do home office por perto. Evite ter uma desculpa para levantar a toda hora e ir em busca de algum material que ficou na sala ou no quarto. Esses pequenos ou minúsculos intervalos, somados, ao fim do dia podem ferir de morte a sua produtividade.

É importante também que possíveis fontes de distração não fiquem à vista o tempo todo, chamando a sua atenção a toda hora – é tentador demais. Não tenha, por exemplo, uma TV próxima ao home office. Ela pode lhe atiçar o desejo quase incontrolável de ligá-la “só um pouquinho” para dar uma olhada no noticiário ou zapear pelos programas de debates esportivos.

Dito isso, não seja espartano demais consigo mesmo ao criar um ambiente muito rigoroso. Você precisa de equilíbrio, e estar em casa deve ser melhor do que estar em uma empresa. Não caia no outro extremo: excesso de trabalho pode ser prejudicial, não apenas para sua saúde mas também para o seu próprio desempenho.

Programe pausas durante o expediente e se atenha a elas. E não faça as refeições no escritório. Ficar o tempo todo lá, sem circular por outros ambientes, pode ser ruim até mesmo para a sua saúde mental.

Do que você gosta? O que, para você, é estimulante? Procure ter em seu home office objetos agradáveis que possam lhe dar um gás extra quando você se sentir tentado a dar o expediente por encerrado mais cedo. Em casa, você não tem um chefe ou colegas de trabalho. Você é o seu próprio chefe. Então, vai precisar de estímulo, e as chances de se sentir incentivado em um ambiente com a sua cara são muito maiores.

Se cerque de coisas agradáveis, como retratos de família e amigos. Se você gosta muito da sua estante de livros, leve-a para o escritório. Aquele souvenir que você comprou em uma viagem pelo nordeste ou pela Europa também é uma boa pedida. Vai lhe trazer lembranças agradáveis e pode te incentivar a manter a rotina de produção, para que você tenha condições de repetir essas férias.

Apenas tome cuidado para que essa personalização não abra espaço para a desorganização. É impossível produzir bem em meio à bagunça. Como sempre, a ordem é buscar o equilíbrio. Um ambiente harmônico é o principal combustível que você precisa para produzir bem sem extrapolar.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *